Como Explicar a Separação dos Pais para os Filhos

Acredite ninguém se casa para se separar, a maioria dos casais quando assumem o compromisso do matrimônio sonham apenas em ser feliz e juntos construir uma família mas, com o passar dos anos muita coisa pode mudar seja, por diversos motivos o fim do casamento acaba sendo inevitável e pode ser sim, a melhor solução tanto para o casal quanto para as crianças afinal, de contas se os pais não estão felizes os filhos também, não ficaram.

Muitos casais acabam escondendo dos filhos a separação por pensarem que assim, eles estariam protegendo e impedindo deles sofrerem. As desculpas mais usadas são que o pai está viajando ou pior continuam morando na mesma casa porém, em quartos diferentes inventam toda uma farsa de ”casal feliz” mas, isto pode ser um tremendo erro já que as crianças sofreriam muito mais assistindo discussões diárias e uma falta de amor ou carinho de ambos, do que se o divórcio se consumar.

Qualquer divórcio por mais amigável que seja, já será uma situação bem difícil para toda família para as crianças principalmente porém, quando feito com maturidade e respeito colocando o amor pelos filhos em primeiro lugar pode tornar este período muito mais leve. A primeira coisa que se deve ter em mente é saber, exatamente o que o casal quer pois, muitos casais se separar e quando os pequenos já estão adaptados e aceitando a nova realidade eles reatam e isso, se torna uma verdadeira ”novela mexicana” isto pode criar expectativas de reconciliação seja, claro que o divórcio é definitivo.

O processo de separação pode causar trauma para criança que pode segui-lo por toda sua vida se não for muito bem resolvido entre todos os integrantes da família. É preciso ensina-los a diferenciar o casal e o papel do pai e/ou mãe, não é porque o casamento acabou que ele ou ela o amará menos, o diálogo neste momento é fundamental. Confiram algumas dicas de como explicar a separação para os filhos da melhor maneira possível evitando que eles saiam machucados e muito menos que eles se sintam culpados.

Como Explicar a Separação dos Pais para os Filhos

  • Seja franco e mantenha o diálogo

O casal deve combinar antes um dia e horário para sentar e contar para os filhos sobre a separação. Explique com clareza que o papai e a mamãe não vão morar mais juntos mas, que isso não mudará em nada o amor que vocês sentem por eles e que independente de tudo vocês sempre serão os seus pais. Em um estudo feito recentemente, foi descoberto que 80% das crianças pré-escolares não foram informadas de que seus pais estavam se separando. Eles apenas acordaram uma manhã e seus pais já não estavam mais juntos.

Não exponha seus filhos á uma experiência tão triste como está isto pode prejudica-lo e faze-lo crescer revoltado. Vá direto ao ponto mas, com muito respeito e sabedoria ao usar as palavras não fique adiando para depois, pois já imagino seu filho(a) acabar descobrindo isto pela boca de outra pessoa ele vai pensar que vocês o traiu e ganhar a confiança dele de novamente pode demorar.

  • Não jogue a culpa no outro

Independente se houver culpado ou não, devemos evitar, a todo custo, apontar o dedo da culpa para qualquer pessoa, em especial na frente das crianças. Afinal ele ama tanto o pai quanto a mãe e deixa-los divididos não é a melhor coisa, é necessário que ele mantenha o respeito e amor pelos seus pais, então ficar achando culpado só vai entristecê-lo.

As crianças provavelmente acreditam que são responsáveis ​​pelo seu rompimento, especialmente antes dos oito anos de idade. A melhor maneira de iniciar a conversa é assim: A mamãe e o papai resolveram não viverem mais juntos mas, vamos sempre ama-lo.

  • Não peça para seus filhos escolherem

Nunca coloque seu filho em uma situação difícil de ter que escolher um dos lados. Transformar sua paternidade em um concurso de popularidade só para tentar chamar atenção do seu ex parceiro(a) é prejudicial ao seu filho. Se ele já for maiorzinho, converse com ele deixe ele expressar o que ele está sentindo sobre isso, mas jamais peça para ele tomar decisões que geralmente não é do interesse dele, nem é saudável para ele.

  • Explique como serão as visitas daqui para frente

Evite surpresas mantenha eles sempre por dentro quais os dias que o pai vai busca-lo. Neste momento as crianças precisam de muito amor, organização e estrutura familiar, algo bem util é a elaboração de um calendário, onde estará especificado os dias e qual casa eles ficaram com isso, eles manterão uma rotina podendo planejar passeios e até fazer amiguinhos perto das duas casas.

  • O que você não deve fazer

  1. Não minta: Em um momento tão difícil, seus filhos precisam confiar em sua honestidade mais do que nunca.
  2. Não fale mal um do outro para a criança: Por mais que você tenha saído do relacionamento machucado, seu filho não tem nada haver com isso afinal, foi o relacionamento de homem e mulher que acabou e não o relacionamento pais-filhos.
  3. Discutir na frente dos filhos: Isso pode ser evitando, quando estamos nervosos falamos palavras que magoam e alteramos a voz e isso, não é saudável para ninguém coloque algo que vocês tem em comum que é o amor que vocês tem pelo filho em primeiro lugar e acima de tudo se respeitem.
  4. Tirar a autoridade do ex-marido ou da ex-esposa: Se seu filho chegar em você e pedir para ir em um determinado lugar você deve usar a frase ” vou conversar com seu pai/mãe e juntos decidiremos se você pode ir ou não”. Os pais precisam estar unidos na educação dos filhos para ensina-lo a ter limites.

Após separação, como contar aos filhos que o pai ou a mãe está namorando outra vez?

Não é porque seu casamento não deu certo que você não pode dar uma nova chance ao amor mas, como contar ao filho(a) que está namorando novamente depois, de ter se separado do pai dele isto é um dilema vivido por muitos pais. Antes de tudo tenha certeza de que o namoro é pra valer e que não é apenas, coisa de algumas semanas e depois, acabou.

Se a criança for mais velha isto será mais fácil converse com ele e diga que você conheceu uma pessoa especial mas, que está pessoa não irá tomar o lugar do pai dela. Outra coisa é nunca deixar a criança de lado para ficar com o atual namorado(a) inclua o pequeno sempre nos passeios e brincadeiras com isso, a criança começará a se sentir confortável com a nova presença.