Início Variedades História para dormir: A importância da leitura para crianças

História para dormir: A importância da leitura para crianças

A leitura é importante em todas as idades seja ela na idade adulta ou na infantil, mas quando as crianças ainda não sabem ler, é dever dos pais contarem histórias infantis para inseri los  nesse mundo mágico que é a leitura e além disso contar uma história infantil para dormir pode ser de grande ajuda no desenvolvimento da criança.

Quando se coloca uma criança para dormir duas coisas podem acontecer, se a criança já estiver cansada após um longo dia de brincadeiras, certamente ela irá dormir rapidamente, agora se a criança ainda estiver elétrica provavelmente dará um pouco de trabalho para permanecer na cama.

História para dormir

Ler histórias infantis pode ser uma ótima forma de prender a atenção da criança que não quer dormir, além disso o hábito de ler para os filhos pode oferecer uma chance de aproximação com eles, já que muitas vezes não é possível durante o dia por causa do trabalho, preocupações e outros motivos.

Histórias para dormir: Dicas importantes

As histórias para dormir devem ser incluídas na vida das crianças durante toda a infância, não existe uma idade mínima para começar, basta conhecer qual tipo de história será melhor para cada idade.

Para crianças de 2 anos ou pré escolares as histórias devem conter um vocabulário simples e com ilustrações coloridas, já quando elas atingem o ensino fundamental e a criança já tem a possibilidade de ler por conta própria, as histórias poderão ser um pouco mais longas e com separação por capítulos.

Quando for ler para uma criança é fundamental ler devagar, como crianças muito novas não sabem ler, as vezes se torna necessário contar a mesma história em mais noites seguidas até que a criança compreenda o que está sendo contado.

Uma dica que pode prender a atenção das crianças na hora de dormir é quando for contar a história trocar o nome dos personagens pelos seus nomes e sempre tente manter um tom dramático na leitura quando a história assim permitir.

Histórias infantis para dormir: Longas e Curtas

São diversas as formas de se conseguir histórias interessantes para as crianças, começando pela internet onde existem diversos sites que tem como foco principal esse tipo de assunto, é possível encontrar tanto histórias em formato de texto, no youtube se encontra diversas histórias em vídeos e ainda tem a possibilidade de comprar em livrarias ou pegar em bibliotecas públicas para devolver após alguns dias.

Veja agora alguns histórias infantis interessantes que podem ser contadas para as crianças na hora de dormir.

O gato azul

Era uma vez um gato azul muito triste.

Ele era diferente de todos os gatos .

Os outros gatos eram pretos e os gatos pretos riam dele.

E ele ficava muito triste.

Um dia um gato da cor dele veio e lhe disse:

-é bom ser diferente
O gato respondeu:
– mas todo mundo ri de mim!

-Não dá bola ! Sabe porque é bom ser diferente ? Imagina se todo mundo fosse igual não teria graça.

Daí o gato azul concordou e nunca mas deu bola para isso!

Viu é bom ser diferente?

O Porco-espinho e a bola

Era uma vez um porco-espinho bem curioso.

Ele viu uma bola, mas ele não sabia o que era aquilo.

Perguntou então para a menina dona dela o que era.

Ela respondeu que era uma bola.

O porco-espinho tentou segurar, mas com seus espinhos , sem querer, estourou a bola.

Como ele tinha estourado a bola ELE precisava agora consertar.

Pensou como podia fazer e então pegou um durex e pronto!

A bola estava consertada.

Viu como temos que consertar as coisas que NÓS estragamos? Daí dá tudo certo! A menina ficou contente com a bola de novo nova em folha!

As três tintas

Havia três tintas: uma vermelha, uma azul e uma amarela.

Elas eram de uma garota.

Ela ia pintar e as tintas começaram a pensar que ela ia pegar o azul.

Mas,ela pegou o vermelho, depois o amarelo e só depois o azul.

Então as tintas viram que a pintura ia ser um arco-íris e que todas elas iam ser usadas, cada uma na sua vez.

E as tintas aprenderam uma grande lição: nunca pode ficar só adivinhando! Tem que esperar para ver!

A tartaruga que estragou o casco…

Havia uma tartaruga que estava muito triste.

Ela tinha estragado seu casco que tinha se despedaçado todo

Ela tentou consertar com pedaços de pedra.

Ela alisou as pedras e elas ficaram iguailzinhas ao seu casco. Ela juntou os pedaços das pedras e quase deu certo.

A tartaruga não tinha cimento pra colar as pedras.

Então, ela tentou outro tipo de material e daí ela pensou, pensou, pensou e teve uma ideia ótima.

Foi pedir pra uma pessoa que ela conhecia e era muito boazinha.

Os dois juntos fizeram um material incrível e consertaram o casco antigo dela.

A tartaruga agradeceu e os dois ficaram muito felizes pra sempre.

Por isso, as pessoas sempre devem pedir ajuda e daí dá tudo certo!

Os três porquinhos

Era uma vez uma feliz família de porquinhos que tinha três filhos. Os porquinhos foram crescendo e os pais notavam que estavam muito dependentes. Não ajudavam no trabalho de casa nem se esforçavam em nada. Então um dia, eles se reuniram e decidiram que os porquinhos, que já estavam bem crescidos, fossem morar sozinhos. Os pais deram um pouco de dinheiro a cada um, alguns bons conselhos. Os três porquinhos partiram para o bosque em busca de um bom lugar para construir, cada um, a sua casa.

O primeiro porquinho, que era o mais preguiçoso de todos, foi logo optando por construir uma casa rápida e que não necessitasse muito esforço. E construiu uma casa de palha, embora os seus irmãos lhe tenham dito que não era segura.

O segundo porquinho, que era menos preguiçoso que o primeiro mas que tampouco gostava de trabalhar, construiu uma casa de madeira, porque pensava que era mais prática e resistente.

O terceiro porquinho, o mais sensato de todos e mais trabalhador, preferiu construir uma casa de tijolos. Demorou mais para construí-la mas depois de três dias de intenso trabalho a casa estava prontinha.

Os três porquinhos ouviram falar que um perigoso lobo rondava pelo bosque. E não demorou muito para que aparecesse pelas suas casas, em busca de uma boa carne de porco para comer.

O lobo então foi bater na porta da casa do primeiro porquinho. O porquinho, tentando intimidá-lo disse:

– Vá embora seu lobo. Aqui você não vai entrar.

O lobo insistiu e disse:

– Abra logo esta porta ou soprarei e soprarei e a sua casa destruirei.

Vendo que o porquinho não abria a porta da casa, o lobo começou a soprar e soprar tão forte que a casa de palha voou pelos ares. O porquinho, desesperado, acabou correndo em direção à casa de madeira do seu irmão. O lobo correu atrás dele, mas não conseguiu alcançá-lo.

O lobo então foi bater na porta da casa do segundo porquinho. O porquinho, tentando intimidá-lo disse:

– Vá embora seu lobo. Na minha casa de madeira você não vai conseguir entrar.

O lobo insistiu e disse:

– Abram logo esta porta ou soprarei e soprarei e esta casa destruirei.

Vendo que os porquinhos não abriam a porta da casa, o lobo começou a soprar e soprar tão forte que a casa de madeira caiu e ficou em pedaços. Os porquinhos, desesperados, acabaram correndo em direção à casa de tijolo e cimento do outro irmão. O lobo correu atrás deles, mas não conseguiu alcançá-los.

O lobo então foi bater na porta da casa do terceiro porquinho. Os porquinhos tentando intimidá-lo cantaram:

Quem tem medo do lobo mau
Lobo mau, lobo mau?!
Quem tem medo do lobo mau?!
Ele é um cara legal!

O lobo ficava cada vez mais furioso e gritou:

– Abram a porta, já!!!

E os porquinhos responderam:

– Vá embora seu lobo. Você não conseguirá derrubar esta casa porque está feita com tijolo e cimento.

O lobo insistiu e disse:

– Abram logo esta porta ou soprarei e soprarei e esta casa destruirei.

Vendo que os porquinhos não abriam a porta da casa, o lobo começou a soprar, soprar, soprar, e a casa continuava inteira no seu lugar. O lobo ficou tão cansado que acabou sentando-se ao pé da porta para descansar. Enquanto isso, pensou e pensou em como entrar na casa e teve uma idéia. Foi buscar uma escada para subir ao telhado da casa e entrar na casa pela chaminé. Os porquinhos, vendo o que tramava o lobo, reagiram logo. Puseram a ferver um balde enorme de água, e o colocou no final da chaminé e esperaram.

Quando o lobo entrou na chaminé, caiu bem dentro do balde cheio de água fervendo.

– Uai, uai, Uaiiiiii!!!!!!!! Gritou o lobo, saindo correndo ao lago para aliviar as suas queimaduras e assustado, nunca mais voltou a molestar os porquinhos.

E quanto aos porquinhos, aprenderam a lição de que tudo o que é feito com esforço tem melhor resultado. Os três porquinhos decidiram morar juntos e todos viveram felizes e harmonia.

+ Centenas de histórias para dormir

Para quem gostou dessas histórias, existe um site bem interessante cujo o foco principal são as histórias infantis para dormir, dentre as mais interessantes que podemos encontrar estão a história do “Patinho feio”, “O gato de botas”, “A branca de neve” e diversas outras histórias interessantes, clique neste link para conferir.