Infecção urinária na gravidez: Riscos para o bebê e Como Tratar

A infecção urinária é bastante comum entre as mulheres grávidas isso, ocorre devido as mudanças que o organismo passa ao decorrer da gestação o útero por exemplo, fica diretamente em cima da bexiga então, a medida que o útero cresce, seu aumento de peso bloqueia a drenagem da urina, favorecendo o surgimento de algumas bactérias presentes na bexiga e na uretra. Grávidas á partir da 6 até á 24 semanas correm o maior risco de contaminação.

A infecção de urina em sua grande maioria é causada pela bactéria chamada Escherichia Coli. Além, da vontade excessiva de fazer xixi e também, da forte ardência ao urinar ter infecção urinária durante a gravidez se não for rapidamente tratada pode causar maiores riscos ao bebê e também, a mãe incluindo pielonefrite, parto prematuro, baixo peso ao nascer e aumento da mortalidade perinatal. O tratamento mais indicado neste caso é através de antibióticos que devem ser prescrito pelo seu obstetra em hipótese alguma se alto medique pois, pode botar em risco a vida do seu bebê.

Sintomas da infecção urinária na gravidez

Para acomodar o bebê e suprir todas suas necessidades durante a gravidez, é necessário que nosso corpo passe por algumas mudanças físicas e hormonais por isso, durante a gravidez é bem mais difícil identificar a infecção de urina. Se você tiver uma infecção do trato urinário, você pode notar um ou mais dos seguintes sintomas abaixo:

  • Ardência e queimação ao urinar
  • Sangue ou muco na urina
  • Necessidade de urinar quase que toda hora porém, em pouca quantidade
  • Urina amarelada
  • Sensação de que a bexiga está pesada
  • Dor abdominal
  • Urina com odor forte
  • Dor, pressão ou sensibilidade na área da bexiga

Como confirmar o diagnóstico

O médico solicitará um exame de urina ele servira para diagnosticar problemas no sistema renal e urinário, existem três tipos o exame de urina tipo 1, o exame de urina de 24 horas e o exame de urocultura, que são feitos em laboratórios médico. Não é necessário estar em jejum.

Como evitar infecção de urina na gravidez 

  • Beba pelo menos dois litros de água por dia.
  • Limpe-se de frente para trás quando for ao banheiro.
  • Esvazie sua bexiga pouco antes e depois do sexo .
  • Use sabonete íntimo antibactericidas
  • Use roupas íntimas de algodão este tipo de tecido facilita a respiração da pele e evita a formação de fungos e bactérias nocivas.
  • Não use calças muito apertadas.

Tratamento para infecção urinária na gravidez

Gravidas não podem fazer uso de qualquer tipo de remédio, por isso é necessário cautela por ser um tanto quanto restrito as opções de medicamentos seguros para gestantes você deve marcar uma consulta com seu obstetra certamente ele indicará algum antibiótico específico para se caso, você deverá tomar por 3 á 7 dias, se tomado corretamente na forma que foi receitado os sintomas devem desaparecer em 3 dias. Sendo indicado também, que você beba pelo menos 2 litros e meio de água por dia, não segure o xixi e esvazie a bexiga totalmente sempre que for ao banheiro.

Riscos da infecção para o bebê

Se a infecção não for diagnosticada e tratada á tempo pode agravar o problema causando alguns riscos graves ao bebê, como:

  • Parto prematuro: As toxinas liberadas pelas bactérias no trato urinário pode provocar contrações no útero, fazendo com que o corpo confunda e ache que já é a hora do parto com isso, o bebê pode nascer antes prematuro.
  • Ruptura prematura da bolsa: A infecção pode causar uma ruptura da bolsa, e isso é preocupante uma vez que á perda de líquido amniótico este, líquido auxilia no desenvolvimento dos pulmões do bebê então, a perda dele prejudica o crescimento de alguns órgãos. Outra grande preocupação é o parto prematuro.
  • Baixo peso do bebê: Infecção de urina grave pode dificultar a absorção de nutrientes para o bebê, ocasionando baixo peso durante o nascimento.
  • Infecção neonatal: No parto normal, o bebê pode ser contaminado com as bactérias da infecção urinária da mãe ao passar pelo canal vaginal podendo ocasionar infecção generalizada no bebê.
  • Sepse materna: Se a infecção urinária não foi devidamente tratada a mãe pode sofrer outros, sintomas mais sérios como febre alta, dores de cabeça e náuseas.