Você notou esses 18 sintomas do HIV? Então vá ao médico

Saiba quais são os 18 sintomas do HIV mais comuns e comece a se tratar dessa doença ainda de forma precoce.

Desde crianças ainda lá no ensino fundamental somos informados a respeito do HIV (sigla em inglês do vírus da síndrome da imunodeficiência adquirida também conhecida como Aids), isso acontece como uma forma de conscientizar os jovens sobre as melhores formas de se prevenir para não correr o risco de pegar essa doença.

Como se contrai HIV

A AIDS  é uma complicação tardia causada pelo vírus Hiv, atinge centenas de pessoas todos os anos no Brasil e no mundo, sua principal forma de transmissão é na relação sexual desprotegida, mas também é comum em casos onde as pessoas infectadas compartilham agulhas, quando acontece de se cortar com objetos contaminados com o vírus ou também quando acontece a transmissão da gestante para o feto ainda na barriga e também na amamentação.

Nas mulheres, o vírus está presente no sangue, corrimento vaginal, nos homens – no sangue e sêmen. Também é provável a infecção durante manipulações médicas, dentárias, visitas a salões de unhas, estúdios de tatuagem e outros locais onde o instrumento pode entrar em contato intencional ou acidentalmente com uma superfície ferida.

Por ser uma doença que a princípio pode ter sintomas similares ao de um resfriado muitas pessoas acabam que os ignorando e sem saber que possuem a imunodeficiência em seu organismo acabam por contaminar outras pessoas sem intenção.

18 sintomas do HIV – quais são

Caso tenha tido um comportamento considerado de risco, seja por relações sexuais desprotegidas, compartilhamento de agulhas, seringas ou algo do tipo, e agora está em duvida se pode ter sido ou não contaminado pelo Hiv, é ideal ficar atendo aos sintomas e caso os note procure logo um médico.

Segundo informações da Drª Sylvia Hinrichsen, os primeiros sintomas podem surgir de 3 a 6 semanas após a contaminação, porém o teste que detecta a doença só encontrará o vírus após 60 dias. Conheça os mais comuns e fique atento caso tenha tido algum comportamento de risco

  • febre;
  • dor de cabeça;
  • erupção cutânea na pele e membranas mucosas;
  • linfonodos aumentados e / ou doloridos;
  • manifestações catarrais, tosse, rinite, faringite;
  • perda de peso;
  • Suor noturno;
  • diarreia persistente ou recorrente;
  • aumento do tamanho do fígado e do baço.
  • dores de garganta;
  • pneumonia;
  • Dor nos músculos e articulações
  • tuberculose
  • herpes
  • infecções por fungos;
  • infecções intestinais;
  • doenças oncológicas;
  • infecções causadas por protozoários e outros.

O diagnóstico é confirmado usando dois testes: um teste de triagem (o ensaio imunossorvente mais comum ligado à enzima) e um teste confirmatório que avalia a presença do vírus e a carga viral.

A Aids tem cura?

Não, após ser infectado pelo vírus do Hiv, é impossível destruí lo, centenas de estudos já foram e ainda são realizados em todo o mundo mais ainda não foi descoberta uma vacina que seja eficaz.

Isso acontece porquê o vírus Hiv tem uma alta capacidade de variação genética e a cada vez que o sistema imunológico tenta combatê-lo com anticorpos o microorganismo muda. Alem disso ele consegue se esconder muito bem no espaço intracelular.

Como e o tratamento e a prevenção

A base da terapia é o controle da reprodução do vírus e o tratamento de doenças concomitantes. Ao seguir as consultas de especialistas e tomar medicamentos modernos, é possível restringir o desenvolvimento da infecção pelo HIV. É uma doença que deverá ser tratada por toda a vida.

Já a prevenção deve ser feita com a segurança relação sexual com o uso de preservativos, além disso ao realizar qualquer procedimento cirúrgico, estético ou cosmético é ideal procurar por locais especializados que sempre esterilizam suas ferramentas e nunca compartilhar agulhas ou seringas.

Este artigo é meramente informativo, e não deve ser usado para realizar tratamentos ou mesmo detectar a presença de Hiv no organismo, em caso de suspeita procure um médico.