Como Comprovar Renda de Financiamento sendo Autônomo

Atualmente está cada vez mais difícil realizar o sonho da casa própria, por um lado é bom pois, isso significa que imóveis e terrenos estão sendo cada vez mais valorizados mas, quem vive de aluguel e deseja, ter um cantinho para chamar-se de seu pode estar se cadastrando no programa minha casa minha vida que é um programa que o governo federal criou para que famílias de baixa renda consiga realizar o sonho da casa própria.

No entanto, a primeira coisa que você deve fazer é comprovar sua renda quem tem carteira de trabalho registrada é só apresentar os últimos holerite mas, e quem trabalha por conta própria o que fazer? São essas e outras dúvidas que iremos sanar hoje, continue lendo e fique por dentro de como agir em casos como o seu.

Como Comprovar Renda de Financiamento sendo Autônomo

Se você é autônomo e não fazia ideia de que era possível, fazer parte do programa minha casa minha vida saiba, tudo neste artigo nele mostraremos que sim, é possível mas para isso é necessário usar sua declaração de imposto de renda e também, apresentar seus extratos bancários. Confiram algumas dicas para que você consiga aumentar suas chances de aprovação do seu financiamento!

Como Comprovar Renda de Financiamento sendo Autônomo

  1. Use sua conta bancaria como comprovante de renda

Para aumentar suas chances de ter seu financiamento aprovado é preciso depositar em sua conta bancaria todo dinheiro que você recebe depois, é só esperar seis meses para usa-lo como comprovante de renda. Através do extrato o banco consegue ter certeza que você recebe o dinheiro que declarou quando pediu o financiamento. Não é necessário que está conta seja, somente no banco em que você realizará o financiamento, pode ser em qualquer outra agência.

2. Tenha um conta corrente

É através da conta corrente que serão emitidos todos os meses a parcela do financiamento. É necessário que está conta seja no banco onde você realizará o financiamento então, se for pelo plano minha casa minha vida sua conta deve ser aberta na caixa econômica federal.

3. Documentos necessários para comprovar sua renda como autônomo

Somente os comprovantes de renda não são necessários para comprovar sua renda além, do extrato bancário é necessário ter a declaração de imposto de renda através, deste documento será possível saber tudo que o declarante recebeu e gastou durante o ano inteiro. Para completar o banco poderá solicitar outros documentos então, se informe na agência mais próxima da caixa federal lá eles explicaram a você qual direção tomar na hora de selecionar os documentos.

4. Restrições no CPF pode atrapalhar o financiamento

Se você estiver com o nome negativado, isso certamente fará com que sua solicitação para financiamento seja negada. Por isso, o melhor a se fazer é negociar suas dividas antes, de dar entrada ao financiamento você pode estar parcelando suas dividas ou pagando a vista enfim, o importante é quitar suas contas e limpar seu nome o mais breve possível.

5. Faça o Cadastro Positivo

Usando este programa as empresa e bancos verão quem está com as contas em dia. Ao fazer o cadastro você deverá pagar suas contas todas em dia assim, você poderá efetuar empréstimos e financiamentos com juros baixíssimos.

6. Formalize seu trabalho

Ter uma renda formal aumenta suas chances de ter o financiamento aprovado, para regularizar sua empresa faça um cadastro gratuitamente como Microempreendedor Individual (MEI). Que formaliza seu negócio e de quebra você passa a se isento de impostos federais, pois será necessário que você pague uma taxa mensal que dá direito aos benéficos do INSS como auxílio maternidade, auxílio doenças, aposentadoria entre outros.

7. Guarde contratos e recibos de serviços que você prestou

Estes simples documentos mostrará quantos serviços você fez e quanto você recebeu por cada um, é como se fosse uma comprovação que realmente você trabalha.

8. Esteja atento à documentação exigida

Separar todos os documentos necessários é de extrema importância para que você consiga efetuar direitinho o financiamento pois, você não terá muitas chances de ir e voltar no banco caso esqueça de algum. Separe e organize tudo com antecedência, separe os seguintes documentos:

RG
CPF
Comprovante de renda
Declaração do Imposto de Renda
Comprovante de residência
Cadastro Positivo do Serasa Experian
Certidão Negativa do Imposto Predial e Territorial Urbano
comprovante de ausência de débitos referentes ao condomínio
Avaliação do imóvel realizada por engenheiro do banco